O verão está chegando! Para muitas pessoas aproxima-se também o período de férias, viagem e descanso. Mas é importante não se descuidar dos animais de estimação, pois estão mais suscetíveis à problemas de saúde ligados ao aumento da temperatura. Alguns cuidados simples podem deixar os bichinhos tranquilos para encarar a temporada com mais saúde.

• Deixe o animal em lugar fresco e muito bem hidratado para evitar a insolação. Colocar uma pedra de gelo no pote de água ajuda a manter a bebida fresca por mais tempo. Outra dica é a água de coco. Oferecer um pouco dela, desde que geladinha, é uma opção para auxiliá-lo a manter a temperatura do corpo.

• Quem costuma levar o cachorro para passear deve ficar atento aos horários. Entre 10 e 16 horas não é adequado deixá-los expostos ao sol, o que pode causar queimaduras na pele e embaixo das patas. Cuidado especial deve ser tomado com animais albinos e com animais que possuem regiões despigmentadas como o focinho.

• Raças de cães e gatos peludos podem ser tosados e mantidos com a pelagem curta durante toda a estação. Para quem não gosta do seu bichinho tosado, é importante realizar ao menos algumas tosas higiênicas durante a temporada para a retirada dos pelos na região do abdômen, facilitando a dissipação do calor.

• Tanto para cães quanto para gatos, a infestação por parasitas aumenta com o calor. Por isso é importante administrar vermífugo e anti pulgas e carrapatos regularmente. Para quem levará seu bichano para o litoral durante as férias é importante prevenir a dirofilariose (verme do coração) e picadas de mosquitos transmissores de doenças como a leishmaniose.

• Se você optar em deixar seu amigo em um hotel para cães durante as suas férias, observe se o local se preocupa em verificar as carteirinhas de vacinação dos animais (apenas animais com a vacinação em dia devem ser aceitos), os animais devem ter sido previamente everminados e ter recebido tratamento ectoparasiticida (contra pulgas e carrapatos). O espaço de passeio dos animais deve ser limpo freqüentemente para não haver qualquer tipo de transmissão de doenças, como as verminoses intestinais.